Conteúdo inválido
Política

Audiências públicas discutem uso de defensivos agrícolas

Na semana passada, o presidente do Sindicato Rural, Gustavo Ribas Netto, falou sobre o assunto na Câmara de Vereadores  (Foto: Kauter Prado/CMPG)

Nesta semana acontecem em Ponta Grossa duas audiências públicas sobre uso de defensivos na produção de alimentos. Na Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, o evento acontece nesta quarta-feira (14), às 19 horas. Intitulada 'A verdade sobre os defensivos agrícolas, a audiência vai reunir produtores e especialistas do setor para discutir o uso dos defensivos na produção de alimentos. Outra audiência acontece na quinta-feira (15), no Teatro Pax, às 14 horas e é promovida pelo Ministério Público do Trabalho, em parceria com outras entidades. 
Proposta pelo vereador Vinícius Camargo (PMB), a audiência que ocorre na Câmara de Vereadores  pretende conscientizar a população sobre o uso de defensivos na produção de alimentos, especialmente na produção em larga escala. "Hoje o planeta só consegue alimentar todos os habitantes porque usamos defensivos agrícolas. Até o uso do termo agrotóxico é incorreto, porque dá uma conotação muito ruim e incorreta", destaca Camargo. 
Ao usar a tribuna durante sessão ordinária realizada na última semana, o presidente do Sindicato Rural de Ponta Grossa, Gustavo Ribas Netto, falou sobre o assunto. Segundo ele, a necessidade de discussão do tema foi motivada após a entidade verificar alguns outdoors e busdoors na cidade que divulgam, conforme ele de forma errada, que cada pessoa está consumindo o equivalente a 11 litros de agrotóxicos todo ano. "De grosso modo, somaram o quanto é vendido de defensivo e dividiram pela quantidade de pessoas que moram na região. Mas, esta informação não é real. Muitos dos defensivos são usados em culturas que não consumimos, como no cultivo de pinus, para produção de madeira, por exemplo", aponta Ribas Netto, ressaltando a importância de se discutir o assunto. "Hoje os defensivos são fundamentais na produção, não apenas no que se refere aos ganhos em produtividade como também na qualidade dos alimentos", reforça. 
Os outdoors a que se refere Ribas Netto foram divulgados através de uma campanha promovida pelo Ministério Público do Trabalho, Associação Paranaense dos Expostos ao Amianto (Aprea) e Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, realizada em todo o estado. Em Ponta Grossa, o grupo é responsável pela promoção de audiência pública sobre o tema na quinta-feira, no Teatro Pax.